Todos os post de Adilson Amarante

Adilson é graduado em Educação Física pela Unasp São Paulo, com pós-graduação em condicionamento físico e especialização em Suplementação, sendo um grande conhecedor deste mundo presta consultoria fitness de Suplementação e dieta.

CAFEÍNA E SEUS BENEFÍCIOS LIGADOS À ATIVIDADE FÍSICA

cafeina r4 suplementos

A cafeína é uma das substancias mais popularmente consumida no mundo, é um estimulante utilizado para fornecer aporte concentrado de energia. Um de seus objetivos é combater a fadiga estimulando o sistema nervoso central. Esta substância presente em bebidas, alimentos e em muitos suplementos estimulantes e para perda de peso é uma das mais ingeridas no mundo.

Seu efeito lipotrófico – emagrecedor – está associado à liberação do hormônio catabólico adrenalina. É creditada a ela também a responsabilidade por inibir a fadiga mental e aumentar o desempenho físico.

Cafeína, como ela age em nosso corpo?

cafeina r4 suplementos 2

A cafeína é uma das substâncias mais antigas que foi descoberta pelo homem. Ela tem um forte efeito social e substituiu bebidas mais fortes, que eram usadas em encontros importantes. Por isso, sempre houve um certo fascínio por sua utilização. Hoje sabemos que ela pode ser uma substância muito importante para uma série de situações. Tanto que grande parte dos suplementos usados para aumentar a lipólise (termogênicos) e para dar mais disposição durante o treino, são feitos à base de cafeína.

Por décadas, pesquisadores têm investigado o potencial ergogênico da cafeína para melhorar o desempenho dos atletas. A cafeína, classificada e reconhecida como estimulante moderado, é consumida por muitos atletas para o propósito de estimular o atletismo. Os resultados de vários estudos tem consistentemente sugerido que a cafeína é um recurso ergogênico para atividades cardiovasculares, e em exercícios de alta intensidade.

Segundo Heckman et al. (2010) a cafeína pode ser classificada como sendo uma substância lipossolúvel, que tem como característica ser de rápida absorção pelo trato gastrointestinal, com 100% de biodisponibilidade para o organismo. O seu pico de concentração plasmática ocorre entre 30 e 120 minutos (Guerra e Guerra, 2006). A vida plasmática da cafeína dura entre 3 e 7 horas (Barbosa et al., 2008).

A cafeína possui mecanismos específicos de ação central e periférica que são capazes de desencadear importantes alterações metabólicas e fisiologias, resultando na melhora do desempenho em atividades físicas. Foram observados efeitos da cafeína mais consistentes e revelaram que pode aumentar o tempo de duração de atividades físicas até a exaustão durante o exercício. Há também certos estudos que sugerem que a cafeína melhora certos aspectos da função neuromuscular, e com relação à força muscular, estudos mostram que há um aumento de força muscular acompanhado de uma maior resistência ao processo de fadiga muscular após a ingestão de cafeína.

Uma teoria subjacente mostra o efeito ergogênico da cafeína na inibição da quebra do glicogênio muscular. Além disso, sugere-se, mas não claramente estabelecido na literatura, que a cafeína aumenta a performance de resistência, aumentando a liberação de adrenalina no sangue, estimulando a liberação de ácidos graxos livres do tecido adiposo. Os músculos que trabalham, usam essa gordura extra no início do exercício, reduzindo a necessidade de usar o glicogênio muscular.

cafeina grafico  r4 SUPLEMENTOS

 

Benefícios da Cafeína

▪ Muitas pessoas utilizam os suplementos a base de cafeína para melhorar o rendimento nos treinos e competições.

▪ Efeito estimulante que aprimora o foco, a concentração e os níveis de energia, estimulando o funcionamento cardiovascular;

▪ Melhora da performance;

▪ Aumento da força e da energia disponível;

▪ Inibe o apetite;

▪ Atua na mobilização do cálcio muscular, promovendo a duração da contração muscular, o que favorece o desempenho em exercícios de alta intensidade e de curta duração.

▪ É considerada um agente termogênico, pois ajuda a acelerar o metabolismo e a velocidade com que o corpo queima calorias.

Visite nossa seção de termogênicos para conhecer os produtos contendo cafeína:

Referências bibliográficas:

Armstrong, L.E. Caffeine, body fluid-electrolyte balance, and exercise performance. International Journal of Sport Nutrition and Exercise metabolism. 12, 189-206. (2002)

Graham, T.E. Caffeine and exercise: Metabolism, endurance and performance. Sport Medicine, 31 (11): 785 – 807. (2001)

Spriet, L.L. Caffeine and performance: International Journal of Sport Nutrition, 5: S84 – S99. (1995)

 

BETA ALANINA

Para que serve, quais seus benefícios e como tomar

Nesse artigo nós iremos sanar todas as dúvidas a respeito do aminoácido beta alanina. Sua função, benefícios e como tomar corretamente sua forma concentrada em suplemento.

 

A beta alanina é um aminoácido não essencial como a glutamina, assim sendo, o nosso corpo é capaz de produzi-la sem nenhum problema. Porém, para melhorar a performance nos treinos é necessário consumir esse aminoácido através de outros alimentos como carnes vermelhas e brancas e também através da suplementação. Os aminoácidos são necessários para a construção da proteína, nutriente base para a formação muscular. Se não há aminoácidos, não há como sintetizar proteínas e eis que chegamos no ponto da importância de consumir beta alanina.

O que a Beta Alanina faz?

Como já foi dito, a beta alanina é um aminoácido e, portanto, não pode sintetizar uma proteína sozinha. Ela aumenta a concentração de carnosina, uma substância formada por outros dois aminoácidos: alanina e histidina. Com a carnosina ou L-carnosina em alta, a falha muscular demora mais para se desenvolver já que ela atua revertendo os danos na fibra muscular que ocorrem na musculação. Dessa forma, o seu desempenho melhorará já que você conseguirá se exercitar por mais tempo sem sentir dor.

 

Benefícios da Beta Alanina

A beta alanina não é benéfica apenas para os exercícios anaeróbicos e de alta intensidade. Ela é bastante útil para pessoas que fazem treinamentos aeróbicos intensos como corridas, ciclismo ou natação. Neste caso também ocorre o aumento da performance do atleta quando ele ingere a suplementação com beta alanina.

Um benefício consequente de todo esse aumento no desempenho dos exercícios é o fato da alanina promover maior crescimento muscular. Quando você aumenta o tempo de exercícios intensos e leva um intervalo considerável até chegar à fadiga muscular, obviamente mais músculos serão lesionados e mais reconstrução muscular haverá. Resumindo, a beta alanina é um agente ergogênico, um aminoácido que não constrói músculos.

Existem duas boas vantagens em consumir a beta alanina. A primeira é o seu preço acessível, muito mais viável do que a carnosina. Além do mais, esta, tem boa parte de sua eficácia perdida quando passa pelo estômago, o que não acontece com a beta alanina. Assim, é possível utilizar um suplemento que aumenta a performance muscular e ainda possui propriedades que ajudarão no pós-treino atuando como um reparador das lesões musculares.

 

Como funciona a Beta Alanina fisiologicamente falando?

Quando estamos nos exercitando, praticando atividades anaeróbicas e trabalhando com cargas que oferecem elevada intensidade aos músculos ocorre o acúmulo de muito H+, ou seja, começa a ocorrer um processo de acidose muscular. É esse o fato que faz com que você sinta aquele “ardor” na musculação e tenha que parar para que o músculo se recupere. A beta alanina age como um efeito tampão, uma substância básica que consegue equilibrar o pH do meio fazendo que você demore mais tempo para sentir aquela dor característica da fadiga muscular.

 

Efeitos colaterais
O único efeito colateral relatado até o momento, é o formigamento e leve coceira nos membros e extremidades (pernas, braços, mãos e pés) que desaparecem depois de cerca de 20 minutos. Esse formigamento não causa malefício a saúde e ocorre devido a alta concentração desse aminoácido no sangue.
Como toma a Beta Alanina?

Alguns podem achar a forma de suplementar a beta alanina muito parecido com o da creatina, pois deve levar cerca de 6 a 7 semanas. O uso de aproximadamente 6 g de beta alanina por dia, durante 28 dias, pode aumentar em até 60% a concentração da carnosina. O valor médio para ser usado diariamente varia de 4 a 8 g.
Referências:
PAINELLI V. S. e JUNIOR A. H. J. O Papel da Suplementação de Beta Alanina e Bicarbonato de Sódio na Atividade Tampão e Desempenho. Laboratório de Nutrição e Metabolismo da Atividade Motora, Departamento de Biodinâmica do Movimento do Corpo Humano, Escola de Educação Física e Esporte, Universidade de São Paulo, PIBIC-CNPq.

 

QUAL SEU TIPO FÍSICO?

MESOMORDO, ECTOMORFO OU ENDOMORFO

 mesomorfo-ectomorfo-endomorfo2

Você provavelmente já notou que seu corpo não é o mesmo que o de seus amigos ou colegas de trabalho. Algumas pessoas tendem a ser mais magras e ter mais curvas, enquanto outras são mais pesadas, com ossos mais largos. Isso ocorre, porque todos nascemos com um corpo diferente, isso é resultado de nossa genética. As chances de seu corpo ser parecido com o de seus pais e irmãos são enormes.

Alguns especialistas em fitness chegaram à conclusão de que existe um tipo certo de treino e dieta para cada tipo de corpo, portanto, é fundamental que você descubra qual é o seu para maximizar os resultados de seus treinos.

Existem três tipos de corpos, os Endomorfos, Mesomorfos e Ectomorfos.

Vamos falar um pouco sobre eles:

ENDOMORFO

Esse é um tipo encorpado, com mais gordura corporal. As pessoas com esse tipo de corpo normalmente possuem ossos largos, quadris e coxas grandes e rostos redondos. Os braços e pernas costumam ser curtos, salientando ainda mais o aspecto encorpado das pessoas endomorfas. Na maioria dos casos, as pessoas têm uma cintura alta, mãos e pés pequenos.

Além disso, os endomorfos possuem um nível maior de gordura corporal, porém tem mais facilidade para construir tecidos musculares do que os demais.

Infelizmente, perder peso é uma grande dificuldade para as pessoas endomorfas.

MESOMORFO

Um corpo atlético com metabolismo acelerado.

Os mesomorfos são frequentemente descritos como pessoas com corpos atléticos. Um indivíduo com esse tipo físico, geralmente tem corpo magro com muita facilidade em ganhar massa muscular.

A maioria dos mesomorfos tem a cintura baixa, estreita e ombros largos. Possuem uma mandíbula quadrada e maças do rosto proeminentes. Essas pessoas tendem a ter o metabolismo rápido, facilitando a tarefa de perder peso.

Os mesomorfos tendem a ter pernas e braços bem desenvolvidos, com músculos fortes e definidos. Para resumir, é o típico retrato de Arnold Schawarzenegger.

ECTOMORFO

Aparência fina, com baixo nível de gordura

Os indivíduos com um tipo de corpo ectomorfo geralmente possuem corpos finos, com ombros, cintura e quadris estreitos. Os ombros, além de estreitos, costumam ser caídos.

O rosto tende a ser triangular, as característica faciais são nítidas. É fácil para alguém com esse tipo de corpo perder peso e se manter com baixo nível de gordura corpora. Porém, os ectomorfos tem mais dificuldades em ganhar massa muscular do que os outros.

Agora que você conhece qual o seu tipo corporal, você pode otimizar sua dieta e treinamento de acordo com o seu biotipo.

CONCLUSÃO

Não importa qual o seu biotipo, você pode construir um corpo musculoso e definido se acreditar em si mesmo!